Past Perfect e o andar do caranguejo

 

Olá, amigos do Inglês!

 

PAST PERFECT! Só de ouvir já dá medo, né? Mas será que tem um jeito de entender como isso funciona? Como utilizar de forma correta sem ter dúvida nenhuma? Confira:

 

Andar para trás está relacionado a uma ideia de atraso, não de progresso, certo? Eu também acredito nisso, mas não quando se trata de um dos tópicos gramaticais mais desprezados, na minha modesta opinião, pelos alunos de Inglês.

 

Na verdade, esse conceito de andar para trás, como fazem os caranguejos, pode ser muito bem aplicado para facilitar seu entendimento desse tópico gramatical chamado Past Perfect.

 

Nos livros textos e tutoriais online você geralmente encontra a explicação de que geralmente o Past Perfect Tense é utilizado quando se trabalha com duas situações ocorridas no passado, uma acontecendo antes da outra, como no exemplo abaixo:

 

I HAD TAKEN A SHOWER before I LEFT HOME.

 

A sentença é composta de duas partes. Na primeira, vemos a ação que acontece antes:

 

Eu tinha tomado um banho antes de sair de casa.

 

Você pode ver que os verbos não estão no mesmo tempo (tipo) de conjugação:

 

I HAD TAKEN – Past Perfect; I LEFT – Simple Past.

 

“Ok, teacher, isso eu já sabia”. Sim, amigo leitor, provavelmente você já leu ou estudou mais a fundo essa regra. Mas o que quero trazer para você hoje é uma visão nova a respeito desse tempo verbal. E aí entre a ideia de andar para trás como fazem os caranguejos. E como?

 

Nós utilizamos o Simple Past para descrever ações completas, com início e fim no passado, certo?

 

Ex: I went to SP yesterday. (Eu fui à SP ontem.) Realizei a ação e pronto, tarefa terminada!

 

Ou então podemos descrever uma sequência de ações em ordem cronológica. Olha só, tudo o que vou descrever agora aconteceu ontem (façamos de conta):

 

7:00 – I took a shower. (Eu tomei um banho)

8:00 – I left home. (Eu saí de casa)

8:30 – I arrived at work. (Eu cheguei no trabalho)

9:00 – I went to a meeting. (Eu fui para uma reunião)

 

Pense agora em uma linha do tempo e você andando nela como no diagrama abaixo:

 

 

Ao caminhar nessa linha do tempo, de 7:00 a 9:00 você utilizará Simple Past, concorda? Você estará descrevendo ações no passado, terminadas, em ordem cronológica.

 

Mas agora, imagine você na posição descrita no diagrama abaixo:

 

 

Pois agora é o momento de você incorporar o caranguejo. Vamos lá?

 

9:00 – I went to a meeting. E antes disso? (and before that?)

 

Fica assim: Eu tinha tomado (tinha + verbo), tinha deixado (tinha + verbo), tinha chego (tinha + verbo) – had taken (had + verb), had left (had + verb), had arrived (had + verb), utilizando o verbo HAD como auxiliar e o verbo principal na forma Past Participle (3ª coluna da tabela dos irregulares ou verbo terminado em ED).

 

8:30 – I HAD arrived at work.

8:00 – I HAD left home.

7:00 – I HAD taken a shower.

 

Você agora entende que, ao andar para trás, contrário à ordem cronológica, você utilizará o Past Perfect e não o Simple Past. Faz sentido para você? Quando descrevemos ações que aconteceram no passado antes de outra(s) temos que utilizar esse tempo verbal (Past Perfect).

 

Meu propósito é que, com essa metáfora do caranguejo, você não mais esqueça a necessidade de utilização desse tempo verbal ao descrever duas ações ou mais que aconteceram no passado.

 

Caso queira uma explicação mais visual, no início do artigo você encontra um vídeo com todo o conteúdo desse texto.

 

Canal Inglês com alguma coisa

 

Esse vídeo é a parte integrante do nosso canal Inglês com alguma coisa.

 

A partir de agora, você terá acesso a dicas impactantes sobre vários aspectos do Inglês através de metáforas, âncoras emocionais fortes e vários outros instrumentos que trarão até você alguma coisa para que seu aprendizado seja inesquecível.

 

Se inscreva no canal e aproveite nossas dicas semanais.

 

Periodicamente traremos a vocês algo que te ajudará a fixar conceitos gramaticais e de vocabulário de uma forma inovadora, tudo feito com muito carinho e dedicação.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *