Bombas e beijos – Perguntas no Present Continuous

 

Olá, amigos do Inglês!

 

Já sentiu aquele frio na barriga quando foi transformar uma frase afirmativa para interrogativa? Quantas vezes você já pensou e repensou se a formação estava realmente correta? Será que existe alguma forma de aniquilar essa dúvida?

 

Há um ditado em português que diz: “Não misture alhos com bugalhos”, você conhece isso? É muito importante compreender as diversas categorias das palavras, no caso de vocabulário, e de tempos verbais, no caso da gramática, não é mesmo? Ou então, a coisa acaba se tornando uma mistura muitas vezes explosiva. Duvida?

 

Um dos erros mais frequentes em Inglês é quando alunos observam o contraste entre dois tempos verbais e partem para exercícios onde eles estão presentes.

 

Um desses tempos verbais é o Simple Present (Presente Simples), o qual utilizamos para descrever situações de rotina:

 

I play tennis every day.

She goes to the gym three times a week.

 

O outro tempo verbal é o Present Continuous (Presente Contínuo), que é utilizado na descrição de situações ocorridas no presente.

 

She is studying now.

They are traveling at the moment.

 

E quando a confusão acontece mais frequentemente?

 

Quando alunos transformam as sentenças, nos dois casos, de afirmativas para interrogativas.

 

Preste atenção nos exemplos abaixo:

 

She plays tennis every day. Se transforma em Does she play tennis every day? (Simple Present)

She is studying now.  Se transforma em Is she studying now? (Present Continuous)

 

E aí, o que ocorre com bastante frequência é:

 

DOES she studyING English now?

 

Agora você pode entender a razão de termos mencionado o ditado: “não misturemos alhos com bugalhos”.

 

Em uma sentença em Present Continuous (IS she studyING English now?), não utilizamos os auxiliares (do ou does). Eles são somente utilizados na formação das sentenças em Simple Present (DOES she PLAY tennis?) onde o verbo play não é seguido pela terminação ING.

 

Pois criamos a metáfora das bombas e beijos para facilitar sua vida, fazendo com que você nunca mais misture DO ou DOES, com um verbo seguido de ING, como a aberração que você vê abaixo:

 

DOES she studyING English now?

 

Em nosso vídeo utilizamos a suposta inimizade entre os presidentes dos EUA e da Coreia do Norte como uma metáfora. Ela nos ensina que, se os dois não podem ser misturados, não podem ser amigos, assim como DO ou DOES (que equivale no uso da metáfora ao presidente da Coreia), que não podem ser associados, numa mesma sentença, a verbo + ING (que representa o presidente dos EUA). Ao passo que, o mesmo presidente dos EUA com a sua esposa, que representa o verbo to be, têm uma relação de amor e muitos beijos.

 

Espero que esse texto explicativo e o vídeo em nosso de nosso canal, Inglês com alguma coisa, te ajude a nunca mais cometer esse erro.

 

Um grande abraço e até nosso próximo texto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *